O pequeno Eu, os meus pequenos Meninos e os nossos pequenos Momentos...que de tão pequenos que são se tornam grandes em tudo!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Dá-me as Tuas Mãos





As mãos foram feitas
para trazer o futuro,
encurtar a tristeza, encher
o que fica das mãos
de ontem - intervalos
(duros, fiéis) das palavras,
vocação urgente
da ternura, pensamento
entreaberto até
aos dedos longos
pelas coisas fora
pelos anos dentro.



 








Poema : Vítor Matos e Sá, in 'Companhia Violenta'

1 comentário:

  1. Teresa

    Com as mãos se desenha o tempo e as viagens.
    Com as mãos contamos histórias, memórias.
    Com as mãos pintamos o futuro com afagos seguros de amores grandes e pequenos.
    Com as mãos, as nossas mãos, embalamos, estruturamos, contemos e protegemos, as crianças que crescem soltas à nossa volta, como papoilas.

    Um beijinho

    ResponderEliminar